Site de Poesias


SAUDADE

SAUDADE CHEGOU
PERVERSA
SE ACOMODANDO
INSISTINDO
GARRAS FELINAS
ARRANHANDO
VAI SE ANINHANDO
FERINDO .

MALVADA
VEM SORRATEIRA
SE ENROLANDO
EM MIM
TAL QUAL A ROSA
CHEIROSA
ENCHE DE ESPINHOS
O JARDIM .

SAUDADE BATE
MARTELO
LEVANDO A DOR
PARA O FUNDO
É COMO SE
ME TROUXESSE
TODAS AS PENAS
DO MUNDO .

COM ENERGIA
A AFASTO
LONGE DE MIM
ESSE MAL
TRAGA-ME TARDES
DE OUTONO
DEBAIXO
DO EUCALIPAL .

IMAGINÁRIA
CASINHA
SACADA FLORES
jASMIM
PANELAS DE COMIDINHA
FEITAS
PRA ELE
E PRA MIM .


E AS PODEROSAS
MAMONAS
DELICIOSO
JANTAR
O LOMBRIGUEIRO
AS LAMBADAS
VARA DO PÉ
DE ARAÇÁ .

LEMBRA
INGÊNUAS LEITURAS
A URSA MÃE
LOBO MAL
AS BRINCADEIRAS
DE ESCONDE
ATRÁS DO MEU
BAMBUZAL.

FOTONOVELA
“CAPRICHO”
DANDO A PRIMEIRA
LIÇÃO
PRIMEIRO BEIJO
ROUBADO
ENCOSTADINHOS
AO PORTÃO .

SAUDADE FICA
COMIGO
DEIXA A INFÂNCIA
EM MIM
ADOÇA-ME
A “EXPERIÊNCIA”
PAÇOCA
DE AMENDOIM .

SAUDADE
SE ACONCHEGUE
FICA PERTINHO
ASSIM
SÓ NÃO PERMITO
QUE ESPANTE
FELICIDADE
DE MIM .

Compartilhar
Maria Isabel Sartorio Santos
17/09/2012

  • 5 comentários
  • 680 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados