Site de Poesias

Menu

Superação de uma criança

 Superação de uma criança
 
 
 
Criança que a pouco balançava no colo de sua mãe, hoje cheia de esperança levando no rosto a inocência de um sorriso de infância, no chão começa a engatinha em poucos dias ira andar em torno do sofá, e os seus primeiros passos na vida a caminha, o tempo passa e como passa e este algumas palavras começa a conhecer e com elas a casa a encantar com estas a falar, com inocência de criança a todos os momentos gestos e palavras esta copiando e falando sem medo de errar.
 
Um dia, encontrei uma criança com idade mais ou menos de três anos de idade, esta estava andando em uma bicicleta infantil e feliz com ela a brincar, porém esta bicicleta era tão velha que fazia do só de olhar, ela possuía pneu somente na roda dianteira, a roda traseira estava sem o mesmo e toda torta em algum ponto estava quadrada, mais para aquela criança nada disso o incomodava o que ela mesma queria era curtir o seu momento de criança da pura inocência, e ela pedalava e sorria com os trancos que a roda traseira dava e ainda dizia, ele não tem pneu só tem o risco que era o friso da roda traseira que se encontra nu sem o pneu e ele achava graça dos riscos que o friso fazia naquele quintal de chão batido e terra úmida por estar sobre a copa de um frondoso PE de manga.
 
Esta criança com certeza com seu gesto de inocência e tolerância de aceitar o que a vida lhe oferece sem reclamar e nada mais do que um grande exemplo para os adultos que são livres pela liberdade do livre arbítrio de ir e vir onde quer que queira, e reclamada muitas das vezes sem razão, porque muitos já possui maneiras de viver com diguinidade e não conforma com a sua situação na vida. Porque se tornou uma pessoa egoísta, nunca olha para sua retaguarda, tem olhos só para conquista o que esta alem do horizonte, e isto muitas das vezes lhe causa grandes frustrações porque nem tudo que procuramos encontramos.
 
 Isto não quer dizer que não devemos procurar uma posição mais confortável na vida, só com muita prudência e sem querer fazer tri pulinho de ninguém para alcançar os nossos objetivos. Vamos fazer da vida uma brincadeira, e não uma arena de conquista e assim seremos felizes
 

Compartilhar
João Marques JM
16/07/2012

  • 0 comentários
  • 63 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados