Site de Poesias

Menu

PORQUÊ DA MULHER

 Cobri o violão de madrepérola
só pro canto brilhar de cor
pendurei em cada acorde
um cavalo marinho e uma estrela do mar
e o som estourou bolhas e alegria maior


A serpente vermelha do desejo louco
enroscou no corpo dourado do anjo solar
e nenhuma flor nasceu nos calabouços
porque o perdão é uma prece
em tom maior sem parar


Você é a Cor que o Deus presenteia aos eleitos
é uma dança tão sagrada
que as fontes cristalinas viram fadas
no seu desfilar quando a Arte mostra o Porquê da Mulher
nos sonhos dos anjos fora dos leitos


O amor que você inspira é tão profundamente belo
a saudade é a melodia soprada nas árvores
de um bosque cuja entrada é a infância
pois sonhar você é encontrar um brinquedo


em cada pedra da Genese iluminada de Paz

Compartilhar
ERICO ALVIM
23/06/2012