Site de Poesias


RECIFE, MEU AMOR.

                                          RECIFE, MEU AMOR.            

Quero-te quente como és.

No inverno ou no verão.

Da costa às partes mais distantes

 

Quero-te cheirosa, com esse cheiro de atlântico.

Com esse cheiro de povo, de progresso e de liberdade.

 

Quero-te virgem dos olhos dos especuladores,

Dos filhos das outras que não te querem ver crescer.

 

Quero-te nua. Despida dos preconceitos sócio/racial

 

Quero-te sempre bela,graciosa e sensual nas praias e nas noites de orgia.

 

Quero-te nas curvas e nas retas,

Para nelas me deliciar a 80 Km/h.

 

Quero-te ver no carnaval frevando a 40 graus,

Toda fantasiada de maracatus,caboclinhos ou

Até mesmo sambando.

 

Quero-te porque és  cantada em versos e prosa por teus amantes : 

Manuel Bandeira, João Cabral e Carlos Pena .

 

Quero-te porque por sobre tuas pontes seculares

posso ver-te banhar-se nas águas do Capiberibe e do Beberibe,

Que depois, feliz, segue seu curso tranquilo rumo ao atlântico.  

 

Quero-te por tudo isso e muito mais:

Quero-te porque és a minha gloriosa e histórica

CIDADE DO RECIFE.

 

                                           Xavier Filho

Compartilhar
xavier filho
14/06/2012