Site de Poesias


ESTRELA D´ALVA

A noite era escura e sem luar / o vento frio penetrava na m´alma / apenas uma estrela estava a brilhar / desafiando a noite escura más calma. / Era uma estrela grande e reluzente / que solitária e desejosa de amor / seguia em direção ao mar, calmamente / como se alí pudesse encontrar calor./ Eu estava só e precisava conversar / eliminando o tédio que me consumia /e essa estrela que veio me impressionar / poderia ser a fada que tanto eu queria. / A segui e chegando junto ao mar /sentei-me na areia úmida e alva / até compreender que desejei amar /a sublime e indomável Estrela D´alva.

 

Compartilhar

Na varanda de nossa casa (familia) na praia de Genipabú no RN

Haroldo Guilherme Josuá de Medeiros
13/06/2012

  • 1 comentário
  • 271 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados