Site de Poesias


EXISTIR

Existir   isso . . .

permanente  e  consciente  vigília

de  já ter  acumulado,  dispor,

propor,  elucubrar  um  belo poema,

um  traço,  um grito.

Existir  isso  . . .

daquela  posse,   da  expressão   e  a  negativa

que não  ratifica,  mas que fica

não pontifica.

Ó contrição   e  uma  prece

não atendida  

e  aquela  gana  de  como  e  quando   e

existir  . . .  isso,   algo que se percebe

nas   entrelinhas ,  em  códigos,  cifras

e  quem  eu  era,  que tu  foras, que não  fomos

isso  existir . . .

e  logo  sempre  o  que se perde

espalhado,  derramado

e  o  que ao   perceber   faz  sentir

existir   isso . . .

voltar  no  mesmo  passo

ao   mesmo  lugar

e  talvez  ou  não

reencontrar  !!!!!!!!!

 

Compartilhar
Fred DeMenezes
07/06/2012

  • 4 comentários
  • 513 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados