Site de Poesias


Alma Selvagem

Mulher de alma selvagem
Madura, apetitosa,
Com toda a sua coragem,
Quer a vida bem gostosa.

Procura, incansável,
O homem que a mereça,
Tornando-se insondável,
Se ele a trai ou a esqueça.

Não quer amor passageiro,
Quer paixão, doação,
Sonhar um sonho a dois,
Não seja pura ficção.

Viver só de momentos,
Não é a sua opção,
Quer alguém autêntico,
Quando abrir seu coração.

Compartilhar

Lisboa

Estela Belém
27/11/2005