Site de Poesias


Indecisão

 Ao passo que fujo, me aproximo
Escapa-me a razão entre os pensamentos
Enquanto não posso, preciso
Questiono-me em silencio
Insensatez essa que me acolhe
É oportuna ao momento
Faz-me parecer animal inseguro
Camuflado no seu leito
Eu que bem sei de sofrer
Não anseio por sombras rever
Então me dê motivos para ficar
Ou deixe-me ir sem arrependimento.

Compartilhar
Ana Julia Artur Bolato
20/05/2012