Site de Poesias


Mãos de mãe (Reeditado)

Mãos de mãe (Reeditado)


Mãos que as rosas acariciam,
Aliviam os nossos sofrimentos
Com tuas mãos estendidas
Estas a todo o momento.
 
Mãos dos sonhos de criança
A guiar nossos passos lentos.
Com amor e paciência
Ouvia os nossos Lamentos.
 
Mãos que dirige o nosso caminhar
Que teceu o nosso escapulário
Para o nosso consolo e repouso
Toda a noite reza o rosário.
 
Mãos ternas, de amor e carinho...
Sempre vindo a nos encontrar
Mãos que para todo o sempre
Vamos amar.
 
Mãos que nos ensinou
A trilhar os caminhos do bem.
Tu mereces uma coroa.
São tuas mãos, nossas mães;
Que nos ama nos compreende...
E nos perdoa.

Compartilhar

(Dedico este poema a todas as mães do mundo). Obrigado pelo carinho da visita ao sairem deixe um comentário ou uma simples critica.

Jose Aparecido Botacini
12/05/2012

  • 8 comentários
  • 605 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados