Site de Poesias


Meu primeiro amor

Quando olhei em seus olhos, pela primeira vez,
Percebi que algo diferente estava acontecendo,
Na minha ingenuidade de menino, busquei respostas.
Meu coração saltava em meu peito, num ritimo alucinante,
Percebi que naquele instante, algo mágico iria acontecer.
Eu estava debruçado à janela de sua casa.
Era carnaval...
Eu olhava firme em seus olhos azuis, eram os olhos mais lindos que eu já havia visto.
Sentimo-nos atraídos, era uma enorme energia que fluía, simplesmente fluía.
Ela sorriu gentilmente, meio sem jeito peguei sua mão,
Beijei seus lábios suavemente,
Perguntei o seu nome, e aquela deusa respondeu baixinho em meu ouvido
Mariana... Mariana meu primeiro amor, minha eterna namorada, este era o nome da felicidade.
Um dia ela se foi, tão rápido como chegou, a saudade tomou conta de meu coração.
Busquei em outras mulheres a cura, a solução,
Amor igual aquele nunca mais encontrei.
O tempo passou depressa, mais o amor continua presente, conservado em meus pensamentos, eternizado naquele beijo inocente, que ate hoje guardo o sabor em minha boca.
Talvez um dia eu a encontre, sei que o tempo roubou todo seu encanto de menina, porém, aqueles olhos nunca esquecerei.
Nem o tempo conseguiu fazer esquecer aquela menina, que foi a maior paixão de minha vida.

Compartilhar
Cesar Garcez
24/03/2012

  • 0 comentários
  • 112 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados