Site de Poesias


Meninas levadas


 
 
Indolentes meninas travessas, correm pelos campos.
Vestidos esvoaçantes salpicados de flores.
Tecidos finos, saia em movimentos.
Vislumbradas de pernas nuas.
 
Saltitam constante e alegremente, abrem seus braços.
Arriscam rodear o mundo inteiro, sem pudores.
Sonham com a inocência dos anjos.
Denotadas de intimidades suas.
 
Meninas levadas, habilidosas em aventuras e afagos.
Buscam criaturas diversas pelos bosques:
Reais, sobrenaturais ou seres alados.
Abrigadas nas ladeadas ruas.
 
Incontroláveis garotas traquinas de modos fogosos.
Incansáveis, buscam encontrar variados atores.
Incrédulas de promessas dos amados.
Alvejadas nas aguçadas puas.
 
 
 

Compartilhar
Rosana Nobrega
09/12/2011

  • 3 comentários
  • 427 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados