Site de Poesias


A eles, a brisa.

A eles, a brisa.

GRANDIOSA
COMO O AMOR,
MAS SILENTE
COMO A BRISA,
A GRATIDÃO ME HABITA...
 
E, POR MIM,
INFINITAMENTE,
ORBITA,
SOMANDO HOMENS...
E GESTOS,
AQUELES
QUE NÃO ME CONSENTEM...
VIVER SÓ.
 
ENTÃO, POR ELES,
ZELOSO,
EU ME DIVIDO,
EU MULTIPLICO
E MUITO PELEJO.
 
ENTÃO, A ELES,
EM VIDA,
EU SANTIFICO,
EU ME DECLINO
E MUITO FESTEJO.
 
 

Francisco Abel Mendes d`Almeida, em 2011.

Para Luis Carlos Silva.

Compartilhar

Cantou pra mim...

"...Eu já te falei de tudo, mas tudo isso é pouco diante do que sinto..." (Erasmo Carlos) Na foto, Abel e Daniele.

Francisco Abel Mendes d`Almeida
16/11/2011