Site de Poesias


FACES

 

Existe  o   rumor  do  desamor

Existe  o  clamor   do  amor

Faces   dessa   mesma  moeda

A  provocar  fantasias

   [  e  golpes de realidade  juntos

Dependendo  do  rumo

muita  ou pouca  solidão

muita ou  pouca multidão

Podendo  tudo  ou  não  podendo  

nada . . .

    [ ao  mesmo  tempo

É  essa  linha mágica  que  pode  queimar

Pode queimar  até  o  fim  ou  ficar  pelo

caminho

     [ apagada,  inútil,  avulsa . . .

A  fogueira parou de  queimar!   Por que   deixaram  ?

O  que não  queima mais lá,  agora  queima   aqui   no  peito

       [ no  nosso  peito

Como   que  a última  centelha  da última  chama

que se foi  . . .  sem   nós

Passou,  somos  outros,  sentenciou-se

                                       [  ardemos  . . .  

 

 

Compartilhar
Fred DeMenezes
01/11/2011

  • 4 comentários
  • 177 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados