Site de Poesias


NÃO POSSO

Me doem os músculos, me doem os ossos
Me doem os olhos, os ouvidos, a boca
Me doem as artérias, me doem as células
Me dói o coração, me dói a alma
Porque me falta a nutrição, o alimento que é você.
Estou faminto, desnutrido.

Preciso te ver, sentir teus braços em mim
Olhar em teus olhos, sentir teu perfume
Ouvir tua voz doce, me trançar em tuas pernas
Entrar em você, fundir-me em teu corpo,
Sentir teu calor, descansar no teu amor
Para acalmar essa dor.
 
Mas eu não posso te ter
Nem me trançar em tuas pernas
Nem te ver ou entrar em você
Nem aplacar essa dor.
 
Só posso sentir
E lembrar
E esperar
E sonhar.
 

Compartilhar
HC
24/10/2011

  • 1 comentário
  • 410 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados