Site de Poesias


Fragilidade

Fragilidade

Sopra a brisa na madrugada,
E eu vejo o céu tingir-se de sol,
Sem forças, prostrada, cansada.
 
Irrompe frágil lassidão.
Nutrir-me como o girassol
Da luz, do calor, da atenção.
 
Pausa para a fragilidade.
 
Pretexto para a afinidade.


Imagem: Google

Respeite os direitos auttorais.

 

Compartilhar
Mardilê Friedrich Fabre
14/10/2011