Site de Poesias


INCURÁVEL INCÚRIA

O  abandono  costuma  forjar  qualquer coisa de  volta  a  procura

Algo  que incide,  bem  antes  do  que  reencontra   e  indaga    o 

por  quê

          [ da razão  do  agora.

Postula  aquelas   ânsias  do  nunca   chegar

e  se  por   acaso   talvez   chegue,   chega   sem   aviso

Apenas   rotula  o  amplo  de  não   se  dispor  e  sim 

                                   [ estreitar  sempre

Equação   que   fulmina  hipóteses  de

passos   marcados,  diante  da  crônica

                                       [ e sistólica  disritmia  

Delimita  ou   faz   pouco  caso  do  cerco,  já   tão  restrito

a   falsear   construção   interior   já   combalida

                                    [ em   destrutivas   correções

Busca   d'algum    amparo,   reparo,   preparo

desculpas  .  .  .  algum   mito  ou  mitologia

Qualquer   coisa   que   faça   o  favor   de  um  cuidado

Qualquer   coisa   que    funcione   e

                  [  não  se importe   ser   testemunha  !!!!!!!!!

 

Compartilhar
Fred DeMenezes
13/10/2011

  • 5 comentários
  • 209 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados