Site de Poesias

Menu

Beija-me

[Ilustração não carregada]

 Beija-me como se o tempo curvasse para nos observar,
sinta o soprar de minha vida entre em teus lábios,

embriague-se do néctar que carrego na saliva,

no delicado roçar de nossas bocas em absoluto silêncio...

 

Entrego-me ao teu corpo; em nenhum momento reluto;

quero-te nu das roupas, das taras, das vaidades...

Vou-te sorver da alma, saciar de meu corpo as vontades

 

Toca-me a pele com as pontas de teus dedos, colha arrepios,

de meu intimo os  gemidos, de meus olhos os segredos...

Desejo-te dentro de meu corpo por inteiro, prazer verdadeiro!

 

Faço-te a alma cativa, pelas curvas de meu corpo rendido,

como se derradeiro momento de prazer em vida...

Beija-me apenas; deixe as pressas para o Tempo

que impaciente não compreende; as sutilezas da vida...

 

 Anna Carvalho 
 
http://despertardocoracao.blogspot.com/
 

Compartilhar
Anna Carvalho
08/06/2011