Site de Poesias

Menu

O beijo das estrelas

Todos os dias eu tenho aproveitado a ausência das nuvens.
Minhas estrelas são a única companhia que tenho essa noite. Fecho os olhos por alguns minutos e apenas sinto os beijos cálidos que elas me oferecem todas as noites para por fim nessa saudade constante.
É pouco provável que eu recuse qualquer coisa das estrelas, mas eu não posso aceitar beijos de consolo. Sendo assim, elas me perdoam.

Sabendo que o único beijo que me faria cantar -agora- está distante sentado em uma varanda qualquer...

Compartilhar
Thalita B.
24/03/2011