Site de Poesias


A LIA QUE IA

A LIA QUE IA


 A Lia que lia sorria para o vento.
Chorou ao ver que partia. Ela ia.
Seus olhos brilhavam. Ela esperava.
Esperava do nada realizar seus desejos.
 
Era a Lia que corria contra o tempo.
Que partia e sabia que não voltava.
Mas ela ouvia. Ouvia a cotovia cantar.
Sonhava com o sabiá e sua cantoria.
 
Essa Lia que tento fazer uma poesia.
Faz parte do meu universo unilateral
Ela dizia que vivia.....Ela sofria e ria.
Mas ela queria mesmo é sanar teu mal.
 
Lia criança, Lia mulher. Lia lembrança.
Não é uma Lia qualquer. Ela não é Maria.
É Lia da música. Lia que tem esperança
Que sabe o que quer! É a Lia alegria.
 
Mas essa menina encanta-me com seu jeito.
Como um anjo vai embora. ...Ela dizia.
Amiga de todas as horas certas e incertas.
É a Lia que conheço agora.  É a Lia que ia.
 
Soraia
 
 
 
 

Compartilhar

Uma homenagem a uma amiga que teve que partir..

Mas lembranças deixou...Mas ela voltará um dia..



A lia que partia..

Soraia aqui.

Ciganita
13/01/2011