Site de Poesias


Esse riso quase à toa

(Yohana Rinnardi)
 
O que tem de poder
essa beleza e o que fascina,
ainda é o que provoca
esse riso quase à toa,
sem lei que lhe resista,
sem força que o defina.

Pode ser que o meu rumo
dê a volta no segundo que eu disser.
Tornando que eu me afaste,
sem saber.
Pode ser que os meus olhos
não queiram ver aonde vão.
Pode ser
quando acordar
sem direção.

O que puder
um coração quando exangue.
O que quiser.

Tudo em mim traz o sentido
do princípio:
eu principio...
irrompo em fé.

Compartilhar
alma em verso
21/09/2010