Site de Poesias

Menu

O prazer de uma manhã de inverno

 
 
Na fria manhã de inverno,
saio à sacada para contemplar o mundo,
por onde a vista alcançar;
Com os ouvidos atentos aos sons da natureza.
No céu azul ponteado de brancas nuvens,
um casal de gaviões sobressai entre os urubus.
Nas frutíferas arvores, ora desnudas, bailam: Sabias;
Saírinhas; Sanhaços e Beija-flor.
Bem próximo a mim um casal de Cambaxirra estão
atarefados a tecer seu novo ninho.
Na cama, bem agasalhada, a esposa dormindo está.
Só Deus para me proporcionar este momento de prazer.

Compartilhar

Como é bom ter um tempo para apreciar e desfrutar das belas coisas que foram criadas pelo nosso Deus.. RJ, 07 de agosto de 2010

JOSLU
07/08/2010