Site de Poesias


Desvarío Passional

 

Trago-te hoje um poema apenas
Sem tempo!
Que pena!...

No bater do Coração
Cavalgante!...
Agora!
Por entre densos vales de emoção,
Arranca!...
Cavalo sem freio!
Poema tão belo e feio!
Por entre a noite, ao som do vento - Teu inspirar profundo...
Respirar do meu alento...

Escrevê-lo-ei numa folha de um livro
Do teu livro, escondido...
E entornarei palavras
Das minhas Palavras, com um lápis
O teu lápis Escuro, Claro...
Sobre a brancura da folha
Como café derramado sobre branca toalha,
Quente,
Muito Quente e lentamente...
Salpicando toda a gente
Molhando-te a ti somente
Com o Calor do meu toque
Em tua mão
Em teus Braços, face e lábios, face a face
Enfim...
Em tudo aquilo que és por dentro e fora
Vestida de um coração despido
Louca e pronta Mente para mim...

 

 

Compartilhar
Sérgio L. S. Fonseca
15/06/2010

  • 0 comentários
  • 98 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados