Site de Poesias


"Tolice ou sensatez"

 

 

 


 

Tolice é achar que uma vida não poderá ser dilacerada pela simples falta de bom senso, amar não é um jogo doentio de possessividade, amar não é agradar, amar é suplantar todo tipo de castigo.
 
Sensatez é algo que não se vem do berço, sensato não é querer apagar dos olhos algo que não se sai dos ouvidos, sensato é saber parar, sensato é não correr perigo.
 
Tolice é se afogar no desespero, chorar com lágrimas de alivio, tolice não requer conhecimento, apenas um resgate de dores de outrora consumidas, tolice é um talento mutilado no descanso do jazigo.
 
Sensatez é ter amparo, dar adeus na despedida, sensato é um substantivo muito raro, é como flores no gelo, sensatez não cobra um preço muito caro, espera-se tal qual uma simples colheita em um campo de trigo.
 
Tolo ou sensato, já não sei o que mais me contagia, astuto ou estulto, não posso mais fazer nenhum discernimento; a esperança é por dias melhores,mas se não vierem...vou me iludindo.

Compartilhar
Marques Corrêa
04/06/2010