Site de Poesias


Fim do Dia

Fim do Dia

 

 
O horizonte interrompe o sol

que exibe-se ao meio

no fim da tarde.

O ar morno espalha aromas

que lembram distâncias,

que simbolizam prazeres.

O coração se enche de paz

e distrai um pouco os pensamentos.

As pessoas desaceleram seu ritmo,

seus horários, sua urgência.

Guardam seus problemas,

escondem suas preocupações

e adiam seus medos.

É hora de parar.

E toda a agitação do dia

dá lugar a movimentos mais lentos.

Pode-se notar no ar

uma expectativa inconsciente

e coletiva de que

as coisas poderão

se resolver depois.

O fim do dia é sempre

momento de reflexão.

É quase inevitável a sensação

de que algo chega ao fim.

E, nesse momento,

a poesia inesperada tem lugar

no coração de quem ama a vida.

 

 

Compartilhar

Grata pela visita!!

Sejam sempre benvindos!!!

Roberta Marcon
05/09/2009