Site de Poesias


Teoria do Abraço

 

Um braço,

outro braço,

um abraço.

 

De fato é coisa gostosa

e não tem como não ser,

pois sempre quando se dá

acaba-se por receber.

É carinho que se troca

e aquece o coração,

pode ser do pai, do amigo,

da mãe ou do nosso irmão.

 

Não consigo entender

como pode uma pessoa

se retrair a um abraço

que é coisa muito boa.

 

Abraço é sinal de afeto

é sinal de amizade,

demonstra de forma concreta

amor e cumplicidade.

 

Se alguém vir te abraçar

abra bem seu coração

retribua com toda força,

que tenha a sua emoção.

 

Ganha que dá o abraço,

ganha quem vai receber

e é coisa muito simples,

bem fácil de se fazer:

Solte levemente os braços

e vá aos poucos levantando

coloque ao redor do corpo

de quem está te abraçando.

Aperte só um pouquinho

e vai começar a sentir

uma sensação bem gostosa,

é a emoção a fluir!

O próximo passo a fazer

é prender a respiração

pois só assim você consegue

ouvir o compassado tic tac

que fazem os dois corações.

 

Sou defensora fervorosa

da teoria do abraço

pois um abraço bem dado

desmancha qualquer cansaço,

cura qualquer ferida,

deixa o dia mais feliz

e a vida mais colorida.

 

Vamos fazer um trato?

Faça só para experimentar,

coloque uma meta diária

de abraços pra você dar.

Comece apenas com dois

ou três se você quiser,

vá aumentando aos poucos

para o tanto que puder.

 

Quando isso virar costume

e isso logo vai acontecer,

você vai ser mais feliz,

sem nem mesmo perceber

e terá sempre um abraço,

pronto pra lhe aquecer.

Compartilhar
Wanda Campos
31/08/2009