Site de Poesias


Asas da Esperança

Asas da Esperança

 
 
Avance, decidida ave 
da boa vontade, 
carregue consigo 
a força perseverante 
da grande busca.
Vença o oceano,
vença o horizonte.
Partindo para o seu voo sideral, 
vá em busca das sementes.
Vá à procura
das essências puras 
que não foram pervertidas, 
busque-as em lugar saudável,
local onde os pacíficos 
podem existir em plenitude, 
onde a paz não leva
à vulnerabilidade.
Onde retidão e sinceridade 
suplantam a hipocrisia, 
tornando-a ridícula 
e ultrapassada.
Onde o lutador 
venceu a força bruta
com a sabedoria, 
onde as grandes verdades 
não estão ocultas.
Vá, mergulhe com seu corpo
de leves plumas 
nesse oceano de eternidade.
Traga sob a forma 
de sementes as revelações 
das grandes almas, 
o espírito das letras.
Então, cheia 
dessa luz tão pura, 
retorne, volte para nosso 
pobre planeta.

Busque terra fértil,
deixe-as cair ao solo 
e mais uma vez voe ao alto, 
clame às nuvens pelas chuvas.
E no cair da água celeste 
o espírito do céu há
de fecundar o solo da terra.
Para que um dia 
o sonho do presente 
brote como fruta tenra 
na lavoura das almas do futuro.

 

Compartilhar

Se desejar ouvir o áudio:http://recantodasletras.u...

Gilberto Brandão Marcon
14/08/2009