Site de Poesias

Menu

ALUSIVO

 
Cada Quintana, cada Bandeira,
Que sobrepõe-se dentro de mim
Drummoniano, palavras fartas
É o que sou, é do que vim
Bebo Cabral, lambo Vinicius
Olho dos Anjos olhar o fim
Sinto Cecília, beijo Clarice
Só castro Alves, se o machado:
For de Assis.
Augusto, Haroldo dos campos
De minha vasta concentração
Venham a mim belos malditos,
Baudelaire, Rimbaud, Wally Salomão

Compartilhar
Léo Nazare
24/11/2005

  • 0 comentários
  • 172 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados