Site de Poesias


Longe vai-se o tempo...

 


Longe vão aqueles tempos
De saudosas brincadeiras
 
Brincar de pique - esconde... Pula-carniça... Roda-pião.
As lembranças vêm e vão.
 
Cemitério-pegou-fogo, correm todos pra torneira...
Carniça mudou de mão.
 
Pêra... Uva... Ou maçã, quem será a escolhida?
Seja a musa do meu coração.
 
Brincar de policia e bandido... Bandido não quero não.
Ele sempre acaba morto, ou encerrado na prisão.

Compartilhar

Reflexão saudosa do meu tempo ao ver o tipo de diversão das atuais crianças. RJ, agosto de 2009

JOSLU
09/08/2009