Site de Poesias


A bem longe daqui

A bem longe daqui

POR TRÁS DAQUELA TELA,
O QUE HAVERÁ?
ALÉM DO BRILHO
QUE TRANSPÔS A ARTE
E ME ACOLHEU,
DO TRAÇO FORTE
QUE ROMPEU AS TINTAS
E ME ACUOU,
O QUE SERÁ QUE MORA NELA?
 
NOS OLHOS
QUE BROTAM DOÇURA
À TOA, À TOA?
POR UM AFAGO PEQUENINO,
MÚSICA OU VERSO.
 
NA BOCA
QUE SOPRA SORRISOS
EM QUALQUER PESSOA?
UM CONVITINHO TÃO FELIZ,
MIL VERANEIOS.
 
VIAGENS, MONTANHAS,
CANOAS E RIOS?
FOGUEIRAS, CANTIGAS,
ESTRELAS NO CÉU?
SABORES, FAÇANHAS,
VENTURAS E SONHOS?
ENCONTROS, REMANSOS
E AIS DE PAIXÃO?
 
SUBLIMES RESPOSTAS
DESENHAM SEU BRIO,
PRECISAS MINÚCIAS
QUE EU QUIS TRADUZIR.
FOI TUDO LEVADO
A BEM LONGE DAQUI
E, ASSIM, DESTINADO
A ME ENTRISTECER.
 
 
Abel Puro, em 2006.

Compartilhar

Cantou pra mim...

"Como esta noite findará e o sol então rebrilhará, estou pensando em você. Onde estará o meu amor?"(Chico Cesar) Na foto, Abel.

Francisco Abel Mendes d`Almeida
28/06/2009