Site de Poesias


Post-scriptum da paixão: fim de caso.

Post-scriptum da paixão: fim de caso.

Se eu pudesse mudar o tempo,
eu te deixaria ali na amizade.
Nossa identificação, risos
e desilusões da profissão.
Eras o toque de sal e azeite
no dia insosso.
Quisera ainda desabafar contigo,
gotas caindo na amplidão das águas.
Escutar teu conselho, mergulhar
na tua dialética, teu próprio pedaço
de (in)verdade...
Mas o que era agridoce se acabou.
Agora te vejo e sem querer lembro
que você é um homem incolor e inseguro.
Que ficaste surdo, mudo e com medo,
e que sou uma mulher mais forte,
que sai na chuva e dá tiro no escuro.
Que triste! Eu não te admiro mais...

 

Compartilhar

Com certeza um post-scriptum rsrsrsr
Obrigada por me ler! Beijos! SP

Elisa Gasparini
06/05/2009