Site de Poesias


UM NOVO AMOR

UM NOVO AMOR

Não deveria
Mas acho melhor revelar-te...
Tenho um novo amor.
Depois de muito tempo
Desprendi do receio
E pudor...

Meu batom não mais manchará
Meus lábios não mais pincelarão
Meu perfume não mais o inebriará...

Em meu peito ficará marcado
Os insultos...
Me desculpe, mas estou a procura
Dos cultos...

Cansei dos cinismos
Dos sofismos
Dessa veia apócrifa
Inúmeros abismos...

Agora, queimo vestidos
E outras roupas para quem me vesti
Trancada no quarto
Nua
Não posso sair

Mesmo presa
Tenho hoje a liberdade
Será simples esquecer-te...
És uma centelha
Uma estrela que brilhou por acaso
Um rio que não transborda o raso.

Compartilhar

NOVA FRIBURGO - RJ

THIAGO S. A.
14/01/2009