Site de Poesias

Menu

Você pode ser a poesia de alguém.

[Ilustração não carregada]

Meus impressos versos tem vida própria

Dissipam-se de mim concluindo o arrimo

Do Universo. Sim, eu quis dizer que

Cada conduta prossegue seu começo

Seu meio e murcha, como flores, ao fim.

Os versos rodeiam o centro motriz

Da sensação mais pura, bela ou trágica.

Eles apenas deixam o curso d'alma correr.

E colaboram intensos com esta corrente.

Por que interpelar uma reação?

Ou alguém que escreve com o coração.

Pois, em suma, os versos também giram

Na propulsão do universo interior do poeta.

As inspirações subjetivas dos poemas

Movem-se como ventos que vão e vem.

Pense bem antes de ferir um sentimento.

E não ser instantaneamente excluído

Do mundo e da poesia de alguém.

Compartilhar

Desejo-te um boas festas e muita inspiração em 2009.
Obrigada por me ler e beijos. São Paulo, sp

Elisa Gasparini
21/12/2008