Site de Poesias


Linda Dama

Finda-se mais uma dia.
Cai a tarde, o sol se põe no horizonte,
Num céu multicor, que encanta feito magia,
Anuncia a chegada da dama, mistério que inflama.
É ela, a noite.

Com seu negro véu crivado de brilhantes
Vem moldando o céu, tornando breu o que antes se via;
Insinuante, nos conquistam seus segredos, causando
Em muitos, medos;
Em mim, no entanto, fantasia.

Me envolve em teu seio,
Me sopra na face a doce brisa,
Faz-me ouvir tua voz, teu canto,
Refrão de que minh'alma precisa.

Fecho os meus olhos, posso te tocar
Não com minhas mãos, mas com meus sonhos.
És parte de mim, minha outra metade,
O que de mim faltava: agora me sinto todo,
Tudo que sou é alegria sem par.

Por um momento, sem explicação,
Você me olha e sorri...
Vejo você de mim se soltar e dizer: - Preciso ir.
- Não vá - eu te imploro, mas não adianta;
Em meu desatino, eu sento e choro.

Abro meus olhos, tudo se foi:
A bela dama em seu encanto levou meu riso, deixou só o pranto.
Mas eu mantenho a esperança, pois uma coisa é certa:
Sempre ao findar o dia, tenho um encontro marcado.
A linda dama sempre vem, com seu sorriso encantado,
Povoar meus sonhos e me manter assim,
Seu escravo do amor, eterno apaixonado.

Compartilhar
Wesley Henrique Gonçalves
02/02/2004