Site de Poesias


SEIOS

SEIOS

 
 
 
 
 
 
 
Sei-os fartos
tanto o
quanto ando
desse
mesmo jeito.
 
Queria lamber-te
o peito,
besuntar
o umbigo
e se mais consigo
queria saber.
 
Penetrar você
não é simplesmente
um ato isolado
 
Não basta afastar-lhe
as coxas para lado
e simular
um belo
bate estaca.
 
Penetrar você
é como furar-lhe à faca,
é tirar sangue
gritos
e gozo.
 
É sentir como é gostoso
ser teu homem
abraçado pelos teus seios.
 
Sei-os
como sempre
os soube
aptos
para atos
que nem todos entendem bem.
 
Saiba-os
muito mais fortes,
saiba-os além
seios meus e fartos
que sendo teus
são meros
fatos
do ato
que existiu entre eu e você
e mais ninguém.

Compartilhar

Ela... Não conto...

Jean Paulo Sartre
12/08/2008

  • 2 comentários
  • 717 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados