Site de Poesias

Menu

DEVANEIOS ALUCINANTES DE UMA MENTE ATORDOADA PELO DESEJO

Vem e me abraça,preciso do seu calor,
Vem e me beija,preciso do seu amor.
Olhe dentro dos meus olhos,segure em minha mão,
Penetre em minha alma,domine meu coração.

Me conduza aos caminhos,que levam ao seu prazer;
Me ensine te amar,pois eu quero aprender.
Sussure em meus ouvidos,palavras de sedução,
Desfrute do meu amor,sem nenhuma objeção.

Vem e me abraça,meu corpo anseia você;
Vem e me beija,me faça enlouquecer.
Consinta que eu beba,do néctar do seu amor,
Que eu me aconchegue,em seus braços,minha flor.

Faça parte do meu mundo,seja parte de minha vida;
Que nossos corpos se unam,numa junção sem medida.
Sem cobranças,exigências,sem como e nem porque;
Não fale nada e viva,viva o que tem de viver.

Vem e me abraça,reveja os seus conceitos;
Vem e me beija,sem medo e sem preconceitos.
Sê amor ou sê paixão,sê desejo ou atração;
Que importa? Venha logo,não peça explicação.

Seja minha e permita que eu seja seu cavaleiro,
Seu Don Juan,Casanova,seu vilão,seu bandoleiro.
Seu herói e seu bandido,seu mocinho e seu gigante,
Seu pecado,seu deslize,seu sonho alucinante.


Compartilhar

De vêz em quando a mente voa,cria situações inusitadas;
Os sentimentos se entrechocam e o corpo fica à mercê de
desejos incontroláveis.
Isso acontece,não é porque somos imorais e anormais,
e,sim porque somos seres humanos;
E ninguém,absolutamente,ninguém,está imune dessas
manifestações.

Luiz Carlos Gurutuba
06/06/2008