Site de Poesias


***VERSOS DEDICADOS ÀS TODAS AS MÃES (Especialmente pra minha mãe MARINETE MARIA DA SILVA, In Memória)***

             
Nada nesta vida não é mais bonito que o seu sorriso mãe
Neste dia especial dos dias das mães de faço esta homenagem
Sei que você merece muito mais que isso, pois, você é “dez”.
Deste a sua criação Deus, a fez pura e singela, pra nos proteger.
Acredito que Deus a fez, para auxiliá-lo e ajudá-lo a me proteger.
 
Ainda no seu útero, eu já era seu craque te chutava e te batia.
Vai entender mãe, até achava graça da minha rebeldia sem causa.
Eu cresci, e você ainda continua ali do meu lado, querendo me ajudar.
Mãe não entende que seu filho cresceu que ganhou asas e quer voar
Mãe é isso um anjo de Deus, que nos guia pelos caminhos da vida.
 
Mães são todas iguais, mudam apenas de endereço e de estação.
Todos os segundos, ela está ali pronta ao alcance das mãos é só pegar.
Não te cobra nada, sente-se feliz ao te ajudar, quer apenas te ver feliz.
Não é a toa que você mãe se preocupa comigo, pois sabe dos perigos.
Você viveu e ainda vive tentando diminuir e aliviar as minhas dores
 
A tua experiência de vida mostra o melhor caminho pra seguir
Quem não houve os teus conselhos, com certeza terá problemas.
Mães dificilmente erram, e quando erram é por pouco, passa ali.
Mãe, eu te roubei todo o seu tempo eu até tirei o seu marido.
Queria e ainda quero o seu tempo todo pra mim, isso não é justo.
 
A sua dedicação e total, não é Casas Bahia, mais é dedicação total.
A sua luz tem os brilhos de todas as constelações juntas do horizonte
Nada pra você é definitivo, tem os meios, e os médios termos dos termos.
Mães andam com a cabeça pensante é um a preocupação constante
Não consegue dormir enquanto seu filho não chega, é meu presente.
 
Queria eu saber de todas as suas dificuldades quando eu era menino
Hoje eu sei das dores não só do parto, mas da vida dura pra me criar.
Sei que foram anos árduos, tudo às vezes faltava menos o seu carinho.
Você, mãe nunca fugiu da sua luta e não nos abandonou, uma guerreira.
Mãe, hoje eles escolheram essa data pra de homenagear, que injustiça mãe.
 
Afinal você é mãe em tempo integral, a rainha do lar a dona da pensão.
Mãe me perdoa, eu sou assim um filho (a) que te ama e te chamo-te mãe.
Mãe a palavra doce, o sabor das melhores safras dos vinhos, o néctar.
Mãe recebe esta singela homenagem, sei que ela não paga nem um terço.
Agradeço-te pela sua presença na minha vida, obrigada mãe, valeu por tudo.
 
José Aprígio da Silva.
Feito: 30/04/08 – 05h46.
 
 
 
 
 
 

Compartilhar

Ceilândia 05/05/08

José Aprígio da Silva
05/05/2008

  • 1 comentário
  • 2810 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados