Site de Poesias

Menu

"Além do físico" - Soneto

[Ilustração não carregada]

Descobri-te, muito  alem do físico.
Da emoção todos os limites transpondo
Pisando ainda oscilante, em solo desconhecido.
Deixando fluir, me desarmando, me expondo.
 
Burlei preconceitos, ignorei preceitos.
Mergulhei na fonte límpida, oferecida.
Desnudei a alma, libertei sentimentos.
Imergi as dores impostas pela vida
 
Deixei a voz que é silêncio me trasladar
Cri na  transparência que se abriu pra mim
E no despojado gesto de me amar assim
 
Ao emergir, corpo e alma renovados.
Deixei na fonte resquícios de memória
E sem medo de seguir, reeditei minha historia.
 
12 fevereiro 2008
16:35 hrs

Glória Salles

Compartilhar

Agradeço a gentileza e o carinho da sua visita.É bom sim, saber que não somos apenas parceiros de letras, mas amigos.
Acho que temos que fazer 'a diferença' na vida de quem cruza nosso caminho porque nada acontece por acaso.
E essa troca de carinho, de energia, de gostar, é positiva e nos faz bem.
Não saia sem comentar, isso nos aproxima e nos ajuda a crescer.

Bjo gigante!!!!!

Gloria Salles
12/02/2008