Site de Poesias


Os pilares da construção de tudo oriunda

Os pilares da construção de tudo oriunda

As bruxas celtas cavalgaram
Até os limites da física impossível
para resgatar a mitoliga imprevisível
De que um dia, os homens amaram.

Achou-se um coração de madeira
Inficado, nas profunidades do solo
no centro, entre os dois pólos
Para sustentar amor à Terra inteira.

E Gaia, chorou quando deu seu coração
Tinha mais pena dos humanos
Do que podia inclusive imaginar.

As bruxas encontraram a fonte da emoção
Quando buscaram na origem dos mundanos
Uma razão para poder se sacrificar!

Compartilhar

Em homenagem à bruxa maravilhosa que é Emy!!!

E viva à natureza e a filosofia!!!

Com amor do seu amigo e amante da poesia, Rodrigo!!! Guarulhos-SP

Rodrigo Ferreira Santos
05/08/2007