Site de Poesias

Menu

Começo...

Quisera eu que fosse diferente...
E que eu pudesse transformar o mundo.
Sem restrições, sem regras inerentes,
Só teu amor me elevando, pro fundo.

Quisera eu que fosse realidade...
Que não houvesse vãs imposições;
E que o caminho para a liberdade
Não transpusesse rios de convenções.

Mas sigo amando, tendo essa certeza:
Não compensa viver com tradições,
Pois fora o amor, a vida é vaidade.

Amar pros outros é escolher tristeza,
Pois a coragem de vencer pressões
Tem que vir antes da felicidade.

Compartilhar
Ederson Peka
& Pablo Falabela
& Diogo Roberto Reis
26/08/2003