Site de Poesias

Menu

A INQUIETUDE DA PAIXÃO

 A INQUIETUDE DA PAIXÃO (Soneto)

Um calafrio que percorre a espinha
A palpitação que acelera o coração
Pensamento voa tal qual andorinha
É total inquietação diante da paixão

Amantes que se percebem calados
Que sabem o que cada alma sente
No olhar a revelação de ser amados
A doação mútua de quem consente

Sorrateiro cupido sua flecha acertou
E dois corações solitários encontrou
Desde então desejo se fez presente

Ardente volúpia, do nada se libertou
Num casal similar que se apaixonou
Paixão permanente enquanto latente

Marco Antônio Abreu Florentino

Soneto que enaltece o sentimento da paixão, motor da nossa existência em toda e qualquer área de atividade, seja afetiva, profissional, social ou pessoal. Como dizia o poetinha maior Vinícius de Moraes: ¨quem nunca viveu uma paixão, nunca vai ter nada não¨. Quem nunca se apaixonou?

https://youtu.be/eWSg_1pNia0

(This Guy's In Love With You - Herb Alpert)

Compartilhar
Marco Antônio Abreu Florentino
12/07/2018

  • 0 comentários
  • 11 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados