Site de Poesias

Menu

SENTIMENTALIDADE





Considero o perdão eloquente sentimento.
Vejo na caridade a mais excessiva bondade.
O perdão é a mais pura consciência;
A caridade, a perfeição sublime do amor.
O amor é o cérebro da existência;
A humildade, a devoção por excelência.
A verdade é que fecunda o bem;
A boa vontade, um exemplo de virtude.
O sorriso é o anátema da felicidade;
A confiança, o respaldo da entrega.


A razão é a idolatria dos bons princípios;
A vergonha, a máxima natureza do homem.
A simplicidade é um forte argumento do saber;
A inteligência, o perfil dos que sabem amar.
O entendimento é o código da partilha;
Saber ouvir e calar, excelsos itens da cartilha.
O carinho é uma doutrina que consola;
A ternura, vereda inusitada da benevolência.
A oração é o satélite em que se busca a divindade;
A lágrima, a implosão que desnutre a mentira.

A mente é o sacerdócio das boas aventuras;
O coração, cofre onde habita a dignidade.
O destemido é quem sabe evocar a retórica;
A obediência, sacrossanta estrada da lealdade.
A fidelidade é a principal alavanca do respeito;
A amizade, folclore íntimo que faz do homem, criatura.
A perfeita personalidade é a vestimenta do caráter,
Porque nega a ambição, dissipa a hipocrisia
E torna o ser humano a alma de todos os sonhos.
O testemunho de todas estas conveniências
É que faz do indivíduo, único e verdadeiro Filho de Deus!
 
 

 
DE  Ivan de Oliveira Melo

Compartilhar
Ivan de Oliveira Melo
13/06/2018