Site de Poesias

Menu

TRANSPONDO LIMITES METAFÍSICOS

CHORO

NESTE CHORO LIBERO PODERES

CHORO

NESTE CHORO LIBERO FRAQUEZAS

CHORO POR QUE NÃO CONSIGO VIVER O INTENSO

E VIVO MARGEANDO O VIVER

CHORO

TALVEZ O VIVER SEJA FORTE PRA MIM

E NESTA FUGA SAFO DA LOUCURA

MAS

NUM CONTRATEMPO

VIVO A BUSCA

UMA  INTERMINÁVEL BUSCA

POIS SEI

QUE O ACHADO NUNCA SATISFARÁ

E A INTERMINÁVEL BUSCA SERÁ ETERNA

E MESMA A CONHECIDA PERDA

DO NÃO CONSEGUIR VIVER

SERÁ UMA BUSCA NEGADA DO NÃO VIVER

E

CHORO

POR HOJE SABER

QUE O NÃO CONSEGUIR VIVER

SERÁ A PERDA DA VIDA

QUE GOSTARIA DE TER E  A CAPACIDADE DE VIVER

MAS

QUE PARA EU VIVER

VIVO MARGEANDO A VIDA

PERCO A VIDA INTENSA

QUE EU GOSTARIA DE VIVER

MAS SAFO DA LOUCURA

QUE EU PODERIA TER

E CHORO!

 

Compartilhar

Após assitir o filme Flores Raras, retratando a vida de Elizabeth Bishop/Maria Carlota de Macedo Soares. Talvez o diretor Bruno Barreto tenha inspirações mais intensas e procure retratar histórias que emocionem. De repente fugimos para escaparmos da loucura. Viver intensamente poderia ser nocivo. E vamos margeando a vida e inconscientemente sofremos sem saber o porque. Também sofremos por já saber que perderemos sem viver a intensidade da vida e nesta escapatória perdemos! Não queremos ficar loucos, mas também perdemos a intensidade! São Joaquim de Bicas. Em casa! Uma hora da madruga!

Onivid ed Ortsac Saiuqalam
29/05/2018