Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "A MORTE"

de José Luiz de Almeida (Zé Gaiola)

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.


É! Todo momento, em nosso calcanhar está essa danada! Que nos leva e bem que manda avisos, mas nós teimamos em não percebê-los. A gente deitado ali, na terra que eu nasci falava caixão, mas hoje urna funerária, mais chique, e todos olhando, uns chorando, outros curiosos perguntando o que houve e a gente simplesmente paralisado. Que cena! Lembro-me do livro: Um Acidente em Antares!
Abraços!

Olá Zé! A morte eu não considero um castigo. para quem viveu e morreu com dignidade e por tal será vivo na lembrança.


Abraços de um carioca!

Ubirajara

adorei sua poesia , realmente não gostamos de falar de morte...mas ela é inevitável..e acho que até previsível.

Voltar à poesia