Site de Poesias

Menu

Esses Meus Versos

 

Meus versos de amor

Eu escrevi com sangue

E enterrei-os ao sol se pôr

Na terra preta do mangue.

 

Meus versos de alegria

Nada tinham de nobre,

Transformei-os em poesia

De rima pobre.

Meus versos da tristeza

Advinda do coração

Ah, esses tinham beleza!

Transformei-os em solidão,

Solidão tamanha

Que sempre me acompanha.

 

Compartilhar
Nair Damasceno
16/02/2018

  • 4 comentários
  • 210 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados