Site de Poesias

Menu

Chove em mim

[Ilustração não carregada]

Me espera…
Ainda chove dentro de meu corpo.
Escorro caminhos não percorridos,
recantos doridos, choros incontidos.
 Inundo meus recônditos desconhecidos.
Alagada em mim não me encontro.
Perco o rumo, o prumo, meu porto.


Espera…
A chuva levar o que pesa o coração
e nascer primavera em cada estação…
o arco-íris brilhar em qualquer lugar.
Quero estar pronta quando me encontrar.
Perdida em mim não irás me achar.
E te perderei…e me perderás,
antes do sol chegar
e da chuva parar.
Vítimas da ilusão.




Carmen Lúcia

Compartilhar
Carmen Lúcia
27/01/2018