Site de Poesias

Menu

Ponto G da vida

[Ilustração não carregada]


Chego ao ponto G da vida,


Àquele que me dá guarida


 e faz crer que a vida é pra se viver,


que a gente é gente, com g e prazer,


com g de gratidão


ao pensamento preciso


a ponderar o coração


em contrapeso à razão.




Dispenso o certo, o incerto,


descarto o politicamente correto.


Renovo meu decreto.


Desnudo-me.


Sigo o que sigo e consigo


verbalizar ao meu eu


que agora eu sou eu.




Rezo a própria cartilha,


percorro nova trilha,


preencho lacunas vazias


de tudo que não ocorreu,


do nada que incorreu


no vão sentido da vida.




Livre de lições infundadas,


águas paradas, dores salgadas,


filtro o que agora entra em mim,


ganho o  ponto g da graça


e posso dizer enfim:


Sou feliz!



 

Carmen Lúcia

Compartilhar
Carmen Lúcia
17/01/2018