Site de Poesias

Menu

GRATIDÃO

 
 
 
O coração que não esquece conhece gratidão,
É um ineditismo que existe no seio das gentes
Embora neste universo tudo pareça indiferente,
Até mesmo bênçãos dadas à mercê do coração.
 
Feliz de quem se lembra dos arrimos que recebe,
Pois aí está a convicção de uma atitude mui nobre,
Infeliz é aquele que a joga na sarjeta, pois é esnobe
E certamente é alma penada que necessita de prece.
 
Reconhecimento é um dom divino deveras sagrado,
O indivíduo que o guarda no peito é senhor do arado
Que se semeia no íntimo e em cuja colheita há amor...
 
Esquecer os beneplácitos que a vida oferece grátis
É ter o espírito enferrujado e doentio... Ter a práxis
Deste novelo egoísta é plantar espinhos e colher a dor!
 
 

 
DE  Ivan de Oliveira Melo

Compartilhar
Ivan de Oliveira Melo
01/01/2018