Site de Poesias

Menu

DO QUE SEI QUE NÃO


Demétrio Sena, Magé - RJ.

Se lhe quero tão bem que nem sei lhe dizer,
é querer sem querer me servir de sentidos,
desfrutar do prazer que o desejo procura
e não quer encontrar, apenas presumir...
Sempre a quis e não quis lhe perder porque tive
ou porque me joguei sem medir minha queda,
sou a pedra plantada no caminho incerto
de sonhar com quem dorme muito bem sem mim...
Mas lhe quero tão bem que não sei não querer,
sei conter e sentir pelo que sinto em vão,
dar a mão ao meu sonho e plantar fantasias...
Não a quero pra lá desse meu querer bem,
só lhe quero tão bem que o querer se transgride
num eterno esperar o que será que não...

Compartilhar
Demétrio Sena, Magé - RJ.
21/09/2017