Site de Poesias

Menu

Mais uma urbana

Tuas pernas trêmulas

Não as conheço.

Tuas expressões ansiosas

Não as controlo.

Lembro vagamente

Das tuas costas macias

Dos teus cabelos castanhos

Oleosos, 

A emoldurar tua face.

O tom claro da tua boca

Resistente porcelana.

Os teus seios

A compor o teu busto.

Não os conheço.

Lembro vagamente

Do teu cheiro, dos aromas da tua têz.

As sobrancelhas

A emoldurar teus grandes olhos.

 

Teu coração frio

Não o conheço.

Tuas palavras duras

Não as controlo.

Lembro vagamente

Do teu sorriso gostoso

E de te fazer graça

Com as bobagens que falo.

Lembro do rebrilho dos teus olhos

E das loucuras contidas

Que o asfalto testemunha.

Lembro vagamente das feridas que abri em mim

Para fechar as tuas.

Lembro das ruas.

Lembro de querer você nua.

Solidão pura.

Só minha solidão.

Compartilhar
waldir salum junior
13/09/2017