Site de Poesias

Menu

Nua

[Ilustração não carregada]

Constelações habitam

O céu da sua boca

Louca como toda paixão,

Vulcânica como a febre de desejo

O prazer brota no seu beijo

E vira flor quando penetro

O seu íntimo,

Quando alcanço a sua alma nua

Você é meio lua

Tem dourado nos pêlos

Todo seu prazer vem inteiro

Quando lhe bebo

Me transformo em sua metade

Os seus mamilos tem açucar,

Um gosto de fruta madura

Que lambusa a língua

Que coisa linda

Me perder nas suas ancas

E encontrar o paraíso

Sussura no meu ouvido

Toda a sua ousadia

Se abre como rosa

Em pleno dia 

Sem ter hora,

Nem lugar

Goza com formosura

Sua aréola e suas asas

Tem cheiro de pecado

Santa,

Puta,

Dama,

Layde

Quando me prendi na sua rede

Encontrei a liberdade. 

 

Compartilhar
Tatiane Correia Silva - Compositora/Poeta (SALVADOR-BA)
07/09/2017

  • 1 comentário
  • 45 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados